Ativar o conteúdo para profissionais
Condições Clínicas Crônicas

Existem muitas doenças crônicas graves, aquelas doenças prolongadas que afetam seriamente a qualidade de vida do paciente, e afetam pessoas de todas as idades. Um fator comum envolvido na melhoria da qualidade de vida de pacientes com doenças crônicas graves é a nutrição adequada. Ainda que os requisitos nutritivos específicos possam variar, melhorar o consumo de nutrição de qualidade é um fator importante no tratamento de quase todas as doenças crônicas.

Embora a dieta adequada seja uma forma de prevenir muitas doenças crônicas, o fato é que as doenças crônicas são as principais causas de morte e invalidez em todo o mundo.1 Uma das primeiras medidas a serem adotadas por médicos no tratamento de doenças crônicas é tentar mudar seus hábitos alimentares.

A obesidade e diabetes estão intimamente relacionados a doenças causadas, principalmente, pela dieta. Ajudar os pacientes a melhorar sua qualidade de vida envolve mudanças de hábitos alimentares e ingestão nutricional, entre outras intervenções. Com a ajuda de médicos e nutricionistas, os pacientes não devem apenas decidir quais alimentos comer, mas também planejar como manter uma dieta mais saudável. Os benefícios de uma boa nutrição nestas doenças crônicas incluem a perda de peso saudável, manutenção adequada dos níveis de glicose e aumento da energia, com o objetivo de se atingir melhor qualidade de vida.1

As doenças cardiovasculares constituem outro tipo de doença crônica nas quais o manejo nutricional é fundamental. Manter a pressão arterial sob controle e o peso corporal saudável são dois fatores que podem contribuir para a qualidade de vida das pessoas com doenças cardiovasculares. Além disso, a ingestão nutricional saudável e a diminuição da ingestão excessiva de nutrientes como sal são vitais. 2

Existem muitas outras doenças crônicas, cuja prevenção e melhoria dos sintomas têm por base a otimização da ingestão nutricional. Portanto, quer seja para pacientes com diagnóstico recente ou para aqueles hospitalizados, a nutrição adequada pode ajudá-los a manejar melhor a doença. 1,2

A Nestlé Health Science está ativamente envolvida na pesquisa e desenvolvimento de Soluções Nutricionais para auxiliar nas situações clínicas, a fim de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Consulte um profissional de saúde para informações adicionais.

  1. http://www.cdc.gov/chronicdisease/overview/. Acessado em Dezembro de 2014
  2. I DIRETRIZ BRASILEIRA DE PREVENÇÃO CARDIOVASCULAR. Sociedade Brasileira de Cardiologia • ISSN-0066-782X • Volume 101, Nº 6, Supl. 2, Dezembro 2013
Leia mais
Fechar
As doenças crônicas são as principais causas de morte e invalidez 1

Metade da população adulta sofre de uma doença crônica e um quarto, de duas ou mais.1,2



1-http://www.cdc.gov/chronicdisease/overview/. Acessado dezembro 2014.

2 - MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diretrizes e Recomendações para o Cuidado Integral de Doenças Crônicas Não-Transmissíveis. Promoção da Saúde, Vigilância, Prevenção e Assistência. Série Pactos pela Saúde 2006, v. 8. 2008

Prevenção das doenças crônicas

dicas: Atividade física, não fumar, limitar a ingestão de álcool e comer mais frutas e legumes constituem mudanças de estilo de vida que podem reduzir significativamente o risco de desenvolvimento de uma doença crônica. Mesmo para aqueles que já sofrem de doenças crônicas, essas alterações, provavelmente, poderá ajudá-los a melhorar sua condição.


MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diretrizes e Recomendações para o Cuidado Integral de Doenças Crônicas Não-Transmissíveis. Promoção da Saúde, Vigilância, Prevenção e Assistência. Série Pactos pela Saúde 2006, v. 8. 2008

Hospitalização e nutrição

- dicas: Muitas doenças crônicas que necessitam de hospitalização também causam diminuição do apetite, podendo levar à desnutrição, em um momento em que a nutrição adequada é fundamental durante a recuperação. A desnutrição associada à hospitalização, muitas vezes, produz piores resultados e outras complicações. Uma maneira de lidar com o risco de desnutrição é solicitar ao seu médico uma consulta com um nutricionista.

Borghi R, Meale MMS, França JI et al. Perfil nutricional de pacientes internados no Brasil: análise de 19.222 pacientes (Estudo BRAINS).Rev Bras Nutr Clin 2013; 28 (4): 255-63

Doenças crônicas, nutrição e sal

dicas: Muitos alimentos industrializados contêm alto teor de sal. Adicionar mais sal aos alimentos pode causar uma ingestão de sódio excessiva, que pode aumentar os problemas, no caso de pessoas com várias doenças crônicas. Reduzir a ingestão de sal, ao substituí-lo por outros temperos e especiarias, e de alimentos processados pode melhorar o resultado da doença crônica.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diretrizes e Recomendações para o Cuidado Integral de Doenças Crônicas Não-Transmissíveis. Promoção da Saúde, Vigilância, Prevenção e Assistência. Série Pactos pela Saúde 2006, v. 8. 2008