É muito provável que você tenha pelo menos uma ferida que precise ser tratada durante a vida. Se sua ferida for tratada adequadamente, ela fechará mais rapidamente e diminuirá as chances de contaminação. No entanto, existem muitos mitos no que diz respeito ao processo de cicatrização. Veja abaixo:

Fumar cigarro prejudica a cicatrização

Verdade. Estudos experimentais comprovaram que a nicotina compromete o processo cicatricial.  O fumo reduz a hemoglobina funcional e leva à disfunção pulmonar, o que reduz o aporte de oxigênio para as células e dificulta a cura da ferida.2,3

A desnutrição compromete o processo de cicatrização

Verdade. A nutrição é importante para o tratamento das feridas. As deficiências nutricionais e a desnutrição podem atrasar o processo de cicatrização e comprometer um tratamento adequado da ferida. 4

O Diabetes dificulta o processo de cicatrização das feridas

Verdade. O Diabetes prejudica a cicatrização da ferida em todos os estágios do processo. O paciente diabético com neuropatia associada e aterosclerose é propenso à isquemia tecidual (necrose do tecido), ao traumatismo repetitivo e à infecção.3

Medicamentos como: corticosteroides, quimioterápicos ou radioterápicos não influenciam no processo cicatricial

Mito.  Esses medicamentos podem reduzir a cicatrização das feridas, pois interferem na resposta imunológica normal à lesão. Eles interferem na síntese proteica ou divisão celular agindo diretamente na produção de colágeno. Além disso, tornam a cicatriz mais frágil. 3

O soro fisiológico não é indicado para a limpeza das feridas

Mito. A limpeza da ferida ajuda a melhorar o ambiente de cicatrização e a diminuir o potencial de infecção. O soro fisiológico proporciona a limpeza das feridas por ser uma solução isotônica e que não interfere no processo normal de cicatrização, ou seja, não causa lesão nos tecidos, não provoca reações de sensibilidade, alergias e não altera a flora bacteriana normal da pele. 5

É melhor limpar uma ferida com álcool iodado

Mito. Certos fluídos não são recomendados para a limpeza das feridas, como o álcool iodado. O contato prolongado com a pele íntegra causa irritação moderada, portanto, impróprio para a limpeza dos tecidos danificados da pele. 6

Lavar a ferida com água potável é a melhor forma de limpá-la

Verdade. Para limpar uma ferida, a água pode ser da torneira, água destilada, água fervida e resfriada ou solução salina (água salgada). O uso de água para a limpeza de feridas agudas, não aumenta as taxas de infecção e pode ser tão boa quanto o uso de outras soluções, tais como a água estéril ou a solução salina, além de proporcionarem baixo custo. 7

Consulte um profissional da saúde para informações adicionais.  Este é um material informativo e não substitui a recomendação de um profissional da saúde.

Referências 

  1. Oliveira V, Dias R. Cicatrização de Feridas: Fases e Fatores de Influência. Acta Veterinária Brasilica, 2012;6(4):267-271.
  2. Campos A, Borges-Branco A, Groth A. Cicatrização de Feridas. ABCD, Arq Bras Cir Dig. 2007;20(1):51-58.
  3. Tazima M, Vicente Y, Moriya T. Biologia da Ferida e Cicatrização. Medicina (Ribeirão Preto). 2008;41(3):259-264.
  4. Montenegro S. Proteína e Cicatrização de Feridas. Nutrícias. 2012;(14):27-30.
  5. Santos E, Queirós P, Cardoso D, Cunha M, Apóstolo J. A Eficácia das Soluções de Limpeza para o Tratamento de Feridas: uma revisão sistemática. Revista de Enfermagem Referência. 2016;4(9):133-144.
  6. Silva P, Almeida N, Rocha O, Chrystina I. Terapia Tópica no Tratamento de Feridas Crônicas. Revista Enfermaria Global. 2014;33:46-58.
  7. Fernandez R, Griffiths R. Os Efeitos da Água comparada com outras Soluções para Limpeza de Feridas. Cochrane; 2012 [acesso em 27 de março de 2020]. Disponível em: https://www.cochrane.org/pt/CD003861/WOUNDS_os-efeitos-da-agua-comparada-com-outras-solucoes-para-limpeza-de-feridas

NHS000114

 

Leia mais
Fechar

O processo de cicatrização se inicia imediatamente após a ocorrência de uma lesão, para que o tecido lesionado seja substituído por um tecido novo.1