Mal de Alzheimer

A perda de memória pode ser um sinal do Mal de Alzheimer

Mal de Alzheimer

A perda de memória e demência associadas ao envelhecimento podem ocorrer por várias razões, uma delas é o Mal de Alzheimer. Atualmente, não existe cura para a doença, mas algumas providências podem ser tomadas para retardar sua progressão. 1,2

 

 É comum as pessoas perderem um pouco de sua habilidade mental à medida que envelhecem. Mas quando a perda de memória, ou a capacidade mental, torna-se grave o suficiente para interferir na a vida diária, ela é chamada de demência, sendo uma das principais causas de demência o Mal de Alzheimer (MA). Embora um simples esquecimento, ou outros sinais de desaceleração mental, possa ser normal, é importante saber que o MA afeta um grande número de pessoas. 1-3 Por isso é importante conhecer seus sinais e sintomas para que as devidas medidas possam ser tomadas para tentar diminuir os seus efeitos graves.

 

 O MA afeta aproximadamente 36 milhões de pessoas em todo o mundo, o que é equivalente a toda a população do Canadá. Das pessoas com 65 anos de idade ou mais na Europa Ocidental e América do Norte, um em cada dez e um em cada vinte sofre do MA, respectivamente. 3 Esta doença é causada pelo acúmulo de placas no cérebro, que prejudicam e matam suas células, resultando na perda de memória e diminuição da capacidade mental. 1-4* Apesar das pesquisas, hoje em dia, ainda não há cura para esta doença. Fármacos, estilo de vida e nutrição correta podem retardar sua progressão. 3,5

 

 Ainda que a causa direta dos sintomas seja conhecida, as razões pelas quais as pessoas desenvolvem o MA são menos claras. É provável que uma combinação de fatores genéticos e ambientais possa ser responsável pela doença, por isso, muitos médicos e pacientes têm esperança de que mudanças no estilo de vida e dieta possam ajudar a retardar a progressão do MA. Muitos idosos, no entanto, tendem a ter dietas menos nutritivas à medida que envelhecem. Assim, é importante saber que no caso do MA, foi demonstrado que o diagnóstico precoce e hábitos alimentares nutritivos são dois fatores que melhoram o curso da doença. 3-5

 

 A Nestlé Health Science está ativamente envolvida na pesquisa e desenvolvimento de Soluções Nutricionais para auxiliar nas situações clínicas, a fim de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

 

Consulte um profissional de saúde para informações adicionais.

 

Referências:

  1. Luzardo AR, Gorini MIPC, Silva da APSS. Características de idosos com doença de Alzheimer e sues cuidadores: uma série de casos em um serviço de neurogeriatria. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, 2006 Out-Dez; 15(4): 587-94.
  2. Smith MAC. Doença de Alzheimer. Rev. Bras. Psiquiatr. vol.21 s.2 São Paulo Oct. 1999
  3. Alzheimer’s Association, 2014 Alzheimer’s Disease Facts and Figures, Alzheimer’s & Dementia, Volume 10, Issue 2.
  4. Ramesh BN, Rao TS, Prakasam A et al. Neuronutrition and Alzheimer's Disease. J Alzheimers Dis. 2010 January ; 19(4): 1123–1139.
  5. Swaminathan A, Jicha GA. Nutrition and prevention of Alzheimer’s dementia. Front. Aging Neurosci., 20 October 2014.

 

* A lista de sintomas não está completa, podendo variar de acordo com o paciente.