Conexão e Acesso: como a nutrição chega até você


banner with text

Saiba tudo sobre as oportunidades de acesso à nutrição enteral dessa semana


Nessa Semana de Conscientização da Sonda de Alimentação – que acontece do que acontece do dia 14 ao dia 20 de Fevereiro – queremos celebrar tudo o que nos conecta à vida! Por isso, facilitamos o acesso à nutrição de qualidade, aquela que nos permite viver a vida como queremos: incrivelmente!


Durante a Semana, nossos principais produtos estarão 25% de desconto​ especiais no NAV. Aliás, você já conhece o NAV? É o Nutrição Até Você, o site oficial da Nestlé para produtos de nutrição. Lá, você encontra toda a nossa linha com informações completas dos produtos, entrega para todo o Brasil e, é claro, muita atenção e cuidado com o nosso consumidor através dos nossos canais de comunicação.


Nossa completa linha de produtos nutricionais abordam contextos e condições de saúde que abrangem desde a pediatria até idosos em situações que requerem nutrição especializada. Olha só:


NUTRIÇÃO ENTERAL


Product

NÃO CONTÉM GLÚTEN


A estrela da Semana, essa nutrição é indicada em casos em que a alimentação convencional é insuficiente ou impossível de ser realizada. São opções seguras e balanceadas que auxiliam no fornecimento dos nutrientes necessários.


ALIMENTAÇÃO PEDIÁTRICA


Product

NÃO CONTÉM GLÚTEN


A nutrição é essencial para garantir um crescimento da criança. Em casos específicos, alguns produtos podem ser indicados por profissionais de saúde para o fornecimento de nutrientes


FÓRMULAS MODIFICADAS


Product

NÃO CONTÉM GLÚTEN


São desenvolvidas para atender necessidades nutricionais específicas, como idade, situações clínicas e estilo de vida.


Então que tal aproveitar este acesso à nutrição de qualidade e celebrar tudo que te conecta à vida?



NOTA IMPORTANTE: A nutrição ideal para mães e bebês durante os primeiros 1.000 dias de vida é fundamental para a saúde ao longo da vida. Acreditamos que o aleitamento materno é a melhor opção para o lactente proporcionando benefícios nutricionais, de proteção contra doenças e afetivos, demonstrando sua superioridade quando comparado aos seus substitutos. A alimentação equilibrada e saudável durante gestação e amamentação ajudará a construir reservas de nutrientes necessários para uma gravidez saudável e é vital para o desenvolvimento de seu bebê. A amamentação é recomendada de forma exclusiva até o 6º mês, e a partir desse momento deve-se iniciar a introdução de alimentação complementar mantendo o aleitamento materno (ou o uso de seus substitutos, quando necessários) até os 2 anos de idade ou mais. Como bebês crescem em ritmos diferentes, busque orientação com seu profissional de saúde sobre o momento apropriado para iniciar a alimentação complementar. O uso desnecessário de mamadeiras, bicos e chupetas, bem como a introdução desnecessária ou inadequada de alimentos artificiais e de demais alimentos e bebidas, devem ser desencorajados, pois podem prejudicar o aleitamento materno e a saúde do lactente, além de dificultar o retorno ao aleitamento ao seio. Lembre-se destes aspectos caso você opte por não amamentar e decida utilizar outros alimentos ou substitutos do leite materno. O preparo de fórmulas infantis deve seguir rigorosamente as instruções de preparo do rótulo, incluindo a adequada higienização e esterilização de mamadeiras e utensílios, e o uso de água previamente fervida para evitar prejuízos à saúde do bebê. Você deve estar ciente das implicações econômicas e sociais do não aleitamento ao seio. O leite materno não é somente o melhor, mas também o mais econômico alimento para o bebê, e o uso de seus substitutos aumenta significativamente os custos no orçamento familiar. É importante que a família tenha uma alimentação equilibrada e que, no momento da introdução de alimentos complementares, respeitem-se os hábitos educativos e culturais para escolhas alimentares saudáveis. Recomendamos que converse com seu profissional de saúde quando decidir pela opção de alimentação de seu bebê e para obter mais informações sobre preparo e manutenção da amamentação.


Em conformidade com a Lei 11.265/06 e regulamentações subsequentes; e com o Código Internacional de Comercialização dos Substitutos do Leite Materno da OMS (Resolução WHA 34:22, maio de 1981).”

Share